Wednesday, August 01, 2007

Ingá, Paraíba

pedra do Ingá
centro da pedra
Seu Renato

Um dos maiores mistérios do Brasil é a pedra do Ingá com inscrições datadas de 5 mil anos e ainda não explicadas, no pé da serra da Borborema, na Paraíba. Toda a serra tem sítios arqueologicos com inscrições mas o Ingá é de longe o mais importante. Vêm cientistas de todo o mundo estudar as inscrições. O sítio é patrimônio da humanidade, da Unesco. Mas nenhum órgão brasileiro dá um centavo para preservá-lo. Há 20 anos o paraibano Renato Alves da Silva, hoje com 78, paga do próprio bolso para manter o sítio, vendendo camisetas, livros e mel que ele mesmo coleta na mata, aliás um mel delicioso. O rio que passa no local tem tido cheias que cobrem as inscrições. Pinturas do outro lado da pedra estão desaparecendo. Seu Renato acredita que daqui a 50 anos o Ingá terá desaparecido.
Mais fotos aqui.

3 comments:

Cássia said...

Jorge, estou adorando ver você postando novamente.
Estou matando as saudades aos poucos.
E, espalhando a boa nova!
Você contando sobre seu recanto no Nordeste, e eu lembrando, com saudades da viagem a foz do São Francisco.
Dá para entender todo esse amor.
Abs

Sonia said...

Fiquei comovida com essa história e por ver que existem pessoas como o seu Renato!

Astrobeth said...

Realmente não dá para entender porque um sítio tão especial não é mantido pelo governo. Talvez um programa na TV sobre o assunto chamasse atenção e quem melhor do que você para sugerir isso à GLOBO?