Sunday, January 08, 2006

Image Hosted by ImageShack.us

Estas receitas são para quem vive dizendo que não sabe nem cozinhar ovo. Não há nada mais fácil.
É uma delícia surpreender a pessoa amada num domingo preguiçoso com um café da manhã na cama, bem gostoso. Dá motivo para aprender pelo menos a cozinhar ovo.

OVOS MEXIDOS POCHÉ

Esta saiu hoje na revista do New York Times. Fiz e deu certo.
Usei quatro ovos, para dois. Enquanto a água bem salgada ferve na panela, quebrei cuidadosamente numa tigela os quatro ovos, escorrendo cada um numa colher grande furada, para separar a "clara aguada". O ovo de supermercado com o tempo vai ficando com a clara fina demais, como água. Para esta receita dar certo é preciso usar só a gema com a clara mais grossa que adere à gema. É facílimo separar, jogando fora a parte "aguada" da clara.
Bati os quatro ovos com um garfo, bem batidos. Não se deve salgar os ovos batidos porque o sal destrói a estrutura das proteínas do ovo. O sal é colocado na água antes de ferver.
Quando a água ferveu, fiz um rodamoinho na água mexendo depressa com uma colher. Entornei os ovos batidos, aos poucos, na água em movimento. Isso impede que os ovos desçam para o fundo da panela. Tampei a panela e contei até 20. Apaguei a chama e tirei a panela do fogão. Segurando os ovos mexidos com uma colher grande, escorri a água numa peneira e depois entornei os ovos na peneira. Com a colher, espremi toda a água dos ovos com cuidado para não quebrar a massa. Fica parecendo uma nuvem amarelo-clara, bem solta.
Temperei com sal e pimenta e servi com pãezinhos árabes torrados.

ovos mexidos poché


OVOS QUENTES

Esta é ainda mais simples. É só ferver a água e botar nela os ovos (na temperatura ambiente, retirar da geladeira muito antes de usar). Quatro minutos e meio depois, retirar do fogo, botar os ovos em água fria e descascá-los com cuidado para não quebrar as claras, que estarão quase duras. A gema fica mole. Servir com torradas, sal e pimenta do reino.

OVOS COM SALMÃO E CAVIAR

Esta é para grandes ocasiões, como o aniversário de casamento ou o dia dos namorados, dia das mães, etc. Receita de Zé Hugo Celidônio que Edinha Diniz nos ensinou a fazer.
Untar com manteiga uma tigelinha que possa ir ao forno de microondas. No fundo, botar uma camada fina de creme de leite, coberta por uma fatia de salmão defumado e por cima quebrar dois ovos - cuidado para não quebrar as gemas. Sal e pimenta. Cobrir com caviar.
Levar ao forno de microondas até a clara começar a endurecer, dependendo da potência do forno, dois ou três minutos. Servir na tigelinha, com torradas.

OMELETE

Ensinada por Sérgio Flaksman, que é campeão de omelete.
Bater os ovos (dois por pessoa) adicionando um pouco de água fria para a omelete ficar bem leve. Fritar em um pouco de manteiga. Jogar por cima cebolinha verde picada.
Usar uma espátula grande para ir virando a omelete à medida que ela for endurecendo, formando um envelope. Deixar o miolo da omelete bem cremoso - em francês, é a omelete "baveuse", com baba.
Cuidado ao retirar da frigideira para não quebrar a omelete.

OVO POCHÉ

Separar a clara aguada, como na primeira receita, mas, em vez de bater o ovo, colocá-lo inteiro na água fervendo, na qual se terá acrescentado uma colher de vinagre para ajudar o ovo a flutuar.
Retirar da água com escumadeira, com cuidado para não quebrar, quando a clara ficar branca e quase dura, uns dois a três minutos. Servir sobre torrada.

2 comments:

Saramar said...

Hummm....
De dar água na boca.
A primeira receita é meio complicada para quem não sabe mesmo "nem fritar um ovo". Mesmo assim, vou tentar.
Obrigada.

beijos

marcus yabe said...

Vou tentar fazer.