Thursday, October 27, 2005




Anna Maria leu no Sintonia Fina do Nelson Mota e me deu o toque: Victoria Abril, atriz de três filmes de Almodóvar (Átame, Tacones Lejanos e Kika) que vive em Paris e trabalha no cinema francês, resolveu virar cantora e gravou um disco de música brasileira, Putcheros do Brasil.
Que diabos quer dizer putcheros? Achei um monte de matérias publicadas nos jornais brasileiros sobre esse disco e fiquei sabendo que a atriz vai ao Brasil em dezembro para uma tournée de lançamento do CD, mas nenhum dos coleguinhas se deu ao trabalho de descobrir o que quer dizer putcheros. Que falta de curiosidade...

Victoria Abril, 46 anos com corpinho de 30

Deu um certo trabalho mas acabei aprendendo que putchero não existe, é palavra inventada para o título deste CD. Soa como puchero, que quer dizer "beicinho". Hacer puchero é "fazer beicinho" como criança manhosa que ameaça chorar - daí a lágrima na capa do disco.
Victoria explica em entrevistas que para cantar Bossa Nova basta fazer beicinho e ter um fio de voz. Ela pode ter um beicinho adorável, mas pela amostra que achei, beicinho só não basta. É engraçadinha, mas daí a dizer que canta Bossa Nova... Só que o marketing dela é tão competente que o disco já está nas paradas de sucesso da Europa e é um dos mais vendidos na França.
Não é à toa que destacaram EROS em vermelho no título Putcheros. Afinal, aos 46 anos Victoria continua sendo uma das atrizes com mais sex appeal no cinema europeu. Segundo Victoria, ela acrescentou o t para criar a palavra putchero de modo a juntar "putch, que é a idéia de um golpe rítmico, e eros, que é o amor". É duro.
Um crítico espanhol que ouviu o disco, o que os colegas brasileiros que enaltecem o CD de Victoria parecem não ter achado necessário, definiu bem: producción basura, produção lixo.



So nice (versão em inglês de Samba de Verão de Marcos e Paulo Sérgio Valle, com trechos num português incompreensível) e, pasmem, Águas de Março (em ritmo de flamenco, duo com a cantora guineense Concha Buika). É dose.

O mais triste é que a maravilhosa Rosinha Passos gravou duas faixas do CD em duo com Victoria. Para quem não conhece Rosa Passos, esta sim a maior cantora de Bossa Nova do momento, aí vai uma pequena seleção para lavar os ouvidos depois de ouvir o beicinho de Victoria.

Rosa Passos:

Chega de saudade
Curare

Ilusão à toa

1 comment:

~ Lice Sezini ~ said...

esse "putchero" tá mais prá "putero" que beicinho...

ai fica: "puteros do brasil"...
que lindo.... ¬_¬'