Thursday, August 04, 2005

Mariposa Atlas

"As mariposas gigantes só vivem algumas semanas e, como as supermodels, comem muito pouco. Na verdade, a maioria sequer tem boca. Vivem só para copular e procriar e não atraem umas às outras pela visão, mas pelo cheiro. Os desenhos opulentos e cores sutis das asas não parecem ter outra função, senão a de nos deslumbrar. As asas são pura invenção, ou talvez a arte de uma civilização extraterrestre - como se perfumes e rios e fumaça magicamente tivessem se transferido para elas. A noite é cheia de maravilhas escondidas, mas as mariposas gigantes que flutuam em torno das luzes nas noites de verão são a mais arrebatadora encarnação da noite. São como talismãs emblemáticos, ainda mais misteriosos por não saberem que retratam a essência da escuridão. Como pode a noite esconder sua beleza mais profunda, mais secreta, no negror? Qual é o propósito de ser fabulosamente bela se não é para atrair outras mariposas? Por que essas mariposas não podem se ver como nós as vemos? Estes são alguns dos enigmas mais profundos da noite, e as respostas são tão fugazes quanto a própria escuridão".

Christopher Dewdney, Acquainted with the Night

Mariposa Luna

2 comments:

Ninguêm said...

Eu vou botar o link para esse post no meu blog, e vou pegar uma dessas imagens. Ok?

Anonymous said...

Que bonito o seu texto!